Emprego

A análise do emprego no sector das bebidas refrescantes não alcoólicas baseia-se em informação disponibilizada pelo Ministério do Emprego, complementada com dados da PROBEB.

É uma actividade que detém uma importância económica que ultrapassa em muito os limites da sua actividade visível. De facto, o efeito multiplicador da indústria reflecte-se em muitas outras actividades: fornecedores de ingredientes e embalagens, fabricantes de equipamentos industriais, serviços de manutenção industrial, serviços de marketing e media, consultorias legais e informáticas, serviços de comercialização e distribuição, acções e materiais de ponto de venda, reposição de stocks em prateleira, etc.

Para além de 3.200 postos de trabalho directos, o sector gera a jusante e a montante da actividade cerca de 9.000 postos de trabalho em Portugal, sem incluir nesta estimativa os impactes sociais ao nível do retalho e da restauração.

O emprego indirecto gerado no retalho e na restauração pode ser calculado dividindo a facturação neste canal de venda (405.000.000€) pelo turnover por empregado neste canal (32.200€). Aplicando este método de estimativa, o impacto do sector só neste canal será de 12.500 postos de trabalho.

FACTOS E MITOS
Hidratação
INDICADORES AMBIENTAIS
O SECTOR
Av. Miguel Bombarda, nº 110, 2º Dto, 1050-167 Lisboa
Tel: +351 217940574/75 Fax: +351 217938233 Email: geral@probeb.pt

© PROBEB. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Netmais