Fornecedores: Energia e matérias-primas

Os custos de electricidade para o sector industrial são elevados e superiores quer aos da média comunitária quer aos que são praticados em Espanha, com consequências sobre a normal concorrência entre os operadores destes mercados.

Há que tomar medidas no sentido de acautelar um correcto equilíbrio ("energia mix") na potência instalada, na programação temporal entre os parques eólicos, aproveitamentos hidroeléctricos e centrais de ciclo combinado a gás natural, em conjunto com o acréscimo de capacidade das interligações com países da UE que nos são próximos, como a Espanha e a França.

Trata-se, em nosso entender, de condições imprescindíveis para que as tarifas possam vir a ser competitivas e, sobretudo, para uma gestão técnica viável do sistema eléctrico nacional.

A variação de preços de produtos agrícolas tem sido muito acentuada. Os aumentos registados têm trazido sérios problemas às empresas industriais, quer em termos de dificuldade de acesso às matérias-primas, quer ao aumento de custos de produção que não conseguem repercutir no preço de venda.

O acesso às matérias-primas constitui uma preocupação crescente da indústria europeia, em geral, e portuguesa, em particular. A procura por parte dos países emergentes tem vindo a intensificar-se causando, para além do natural aumento de preços, o aparecimento de tensões nos mercados internacionais por vezes manifestadas através de actuações lesivas da concorrência.

Haverá que melhorar o acesso às matérias-primas, através de uma menor flutuação da sua oferta (em particular por via do aumento da produção europeia), de uma melhor regulação dos mercados (limitando os efeitos da especulação) e da eliminação de barreiras no comércio internacional.

FACTOS E MITOS
Hidratação
INDICADORES AMBIENTAIS
O SECTOR
Av. Miguel Bombarda, nº 110, 2º Dto, 1050-167 Lisboa
Tel: +351 217940574/75 Fax: +351 217938233 Email: geral@probeb.pt

© PROBEB. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Netmais