COMUNICADOS E NOTÍCIAS

VAGAS DE CALOR: VARIEDADE E DIVERSIDADE DE OPÇÕES DE HIDRATAÇÃO
04/08/2014
VAGAS DE CALOR: VARIEDADE E DIVERSIDADE DE OPÇÕES DE HIDRATAÇÃO
A Direcção Geral da Saúde, implementa desde 2004, o Plano de Contingência para Ondas de Calor com o objectivo de minimizar os efeitos negativos do calor na saúde.

Os efeitos das temperaturas elevadas e das ondas de calor dependem do nível de exposição (frequência, gravidade e duração) e da vulnerabilidade da população.

Em situações extremas de exposição ao calor intenso, particularmente durante vários dias consecutivos, podem surgir doenças relacionadas com o calor, como as cãibras por calor, esgotamento devido ao calor e golpes de calor

A ingestão de líquidos é a principal forma de prevenir os efeitos adversos resultantes da exposição ao calor intenso, sendo fundamental mesmo quando o indivíduo ainda não manifesta sinais de sede.

As necessidades de água variam ao longo do dia, em função de vários factores como a alimentação, a actividade física e a temperatura ambiente.

Quando aumenta a temperatura ambiente, aumenta a transpiração, ou seja, há um aumento da perda de água pela pele. A actividade física faz aumentar a temperatura corporal e consequentemente há um aumento da evaporação de água do suor à superfície da pele, tal como um aumento da perda de água pela respiração.

Uma ampla variedade e diversidade de produtos, marcas e ingredientes caracterizam o sector das bebidas refrescantes não alcoólicas e propiciam opções adequadas a cada estilo de vida.

Neste sector as empresas dedicam permanente atenção à inovação, e à identificação de preferências e necessidades dos consumidores.

Com diferentes sabores, de laranja, de ananás, de cola, de lima-limão, tónica, bebidas de chá, bebidas para desportistas, com ou sem calorias, com ou sem cafeína, com embalagens adequadas a cada momento de consumo, o sector comercializa mais de 1000 referências, lança anualmente muitos novos produtos e tem no mercado elevada diversidade de sabores.

As bebidas refrescantes são bebidas sem álcool, compostas fundamentalmente por água (cerca de 90% da sua constituição). A este componente básico podem ser adicionados outros ingredientes, como sumo de fruta, extractos vegetais, substâncias aromáticas, sais minerais, vitaminas. Podem, opcionalmente, ter açúcar ou adoçantes e ter ou não gás. Podem ser fabricadas com água mineral natural ou água de nascente, quando engarrafadas no local da nascente.

Há, também, as bebidas funcionais mais adequadas a certas circunstâncias (por ex, com adição de vitaminas e/ou outros nutrientes) e as bebidas especialmente desenvolvidas para desportistas que permitem uma hidratação mais rápida.

A escolha das fontes de hidratação deve ser feita no enquadramento de uma alimentação saudável e depende das preocupações de cada pessoa. Graças à diversidade da oferta de bebidas refrescantes não alcoólicas são propiciadas escolhas adequadas a cada estilo de vida, gosto e contexto. A variedade, em conjunto com uma rotulagem nutricional clara e precisa, permite ao consumidor escolher a bebida mais apropriada às suas necessidades.

As bebidas refrescantes são hoje uma opção para responder a uma necessidade básica do ser humano: saciar a sede, contribuindo de forma significativa para a HIDRATAÇÃO, com o valor acrescentado do PRAZER, FRESCURA, DIVERSÃO.
FACTOS E MITOS
Hidratação
INDICADORES AMBIENTAIS
O SECTOR
Av. Miguel Bombarda, nº 110, 2º Dto, 1050-167 Lisboa
Tel: +351 217940574/75 Fax: +351 217938233 Email: geral@probeb.pt

© PROBEB. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Netmais